Rede Social

Era uma vez um circulo de pessoas, umas más, outras boas. Entrar era simples, sair nem tanto. Lá todos se viam, alguns muito se exibiam. Alguns falavam aos berros para que todos ouvissem, outros cochichavam. Alguns só observavam, interagindo pouco, e outros faziam de tudo para influenciar o círculo, porque assim se achavam importantes. Neste último caso a insegurança e a necessidade de atenção vinham de fora do círculo. Este apenas revelava características outrora escondidas nas diversas individualidades dispersas. Estas agora podiam se comunicar de forma muito mais veloz, exibindo os sintomas da degeneração social, antes ocultos.

E os mais velhos, de fora, acostumados ao formato quadrado, temiam e criticavam a roda, mantendo-se fora dela. Alguns entravam, hesitantes, sem saber bem como ou para que fazê-lo. Com hipocrisia, julgavam que sua geração era mais sadia (apesar de ser a responsável direta pela nova geração)… E, olhando para atual, confundiam o sintoma com a doença, com saudades do quadrado “mais saudável”.

“(…) o velho vê o novo com olhos velhos.” – Raul Seixas

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: