Bonde

Alma Santa

Dizem por aqui – entre ladeiras sinuosas permeadas pela Mata Atlântica, belos sobrados e sublimes vistas para o resto da cidade – que o bonde é(ra) a alma de Santa. Ocorre que o diabo e seus assessores, tão gananciosos, nem comprar nossa alma quiseram: simplesmente a roubaram, em uma tragédia, culpando o acaso – ou mesmo as vítimas! – pela obra do seu descaso.

E vão querer nos vender uma alma industrializada, fechada, sem estribo. Passagens mais caras, supõe-se. A grana controla o poder pra lucrar onde dá, em cada “restauração” do sistema de trilhos, fabricação de bondes, à custa do nosso sistema popular transporte, e, claro, com o turismo. Nada mais adequado para uma das capitais mais importantes do país que nasceu para servir às necessidades alheias. Será ótimo para os gringos.

bb

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: